segunda-feira, 14 de novembro de 2011

ÉTICA E SAÚDE


O ser humano passa ao longo de sua vida se deparando com grandes desafios. Os profissionais de saúde, que estão a todo instante tendo contato com os avanços advindos da ciência e da tecnologia, se indagam sobre as situações de natureza ética.
Alguns desses profissionais, muitas vezes não dão o devido valor às preocupações éticas destacadas por outros colegas de trabalho. Ainda valorizam prioritariamente os aspectos biologicistas, onde o foco principal de sua atuação é o combate à doença, não se importando muitas vezes com o ser humano que naquele momento está interagindo.
A ética, que por definição é entendida como sendo “um ramo da filosofia que estuda os juízos de apreciação que se referem à conduta humana, suscetível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal”, deve ser compreendida a partir dos “comportamentos que caracterizam uma cultura ou um grupo profissional, utilizando valores e uma escala de valores”. Portanto, devemos incorporar à nossa prática profissional, os princípios éticos que devem nortear esta atuação a partir do entendimento da categoria profissional a qual pertencemos.
Este comportamento será sempre analisado moralmente por todos os envolvidos na relação existente entre profissional de saúde e clientela assistida, pois moral “poderia ser simplesmente definida como a ciência que se preocupa com atos ou costumes humanos”.
Ao longo da vida, a ética se constitui o sentido da própria existência do ser humano, mesmo que este não perceba, ele incorpora princípios que vão nortear a sua relação com todos os que ele encontrar no percorrer da vida, ou seja, a razão essencial de ser e existir. Esta é a causa principal desta existência, ao se relacionar com o todo, e este o transforma e também transforma o próprio meio, sendo, portanto, agente sujeito dessa alteração. Os profissionais de saúde devem ter na ética, a base do cuidado a ser prestado ao ser humano, e entender o seu papel e o do outro, na transformação das práticas de saúde. Em suas origens, na Grécia antiga, a ética e a prática médica eram indissociáveis, ficando impossível o início de uma ou o término de outra.
A ética é baseada em valores essenciais e intrínsecos, sendo um elemento básico na formação do caráter do indivíduo. A dicotomia entre o certo e o errado, o bem e o mal, o verdadeiro e falso, serão constantemente vistos no decorrer da vida de todos os seres humanos.
As professoras Taka Oguisso e Maria José Schmidt destacam alguns princípios éticos fundamentais para o exercício da enfermagem, e acreditamos serem também que estes são fundamentais para qualquer profissional de saúde, a saber: a BENEFICÊNCIA (principio ético de fazer o bem e evitar o mal); a NÃO-MALEFICÊNCIA (principio ético de não causar danos ao paciente); a FIDELIDADE (princípio de criar confiança entre o profissional de saúde e o paciente); a JUSTIÇA (principio de equitativo ou justo, ou seja, igualdade de trato entre iguais e tratamento diferenciado entre desiguais); a VERACIDADE (principio de dizer sempre a verdade, não mentir e nem enganar o paciente); a CONFIDENCIALIDADE (principio de salvaguardar a informação de caráter pessoal obtida durante o exercício de sua função profissional e manter o cunho de segredo profissional dessa informação, não comentando com ninguém as confidencias pessoais feitas pelo paciente); a AUTONOMIA ( princípio que preceitua liberdade individual a cada um de decidir suas próprias ações, de acordo com a sua escolha).
Acreditamos que para o profissional de saúde ter uma conduta ética na relação com os seus pares e com a clientela atendida, tornando-se primordial uma conscientização por parte deste profissional, da diferença entre o bem e o mal, a virtude e o vício, o que é permitido e proibido. Ao ter consciência destas diferenças, o profissional de saúde se reconhece como sendo capaz de julgar os seus atos e as suas condutas, bem como a de todos, e deve procurar agir conforme os valores morais, não deixando de ser responsável pelas conseqüências do que faz e dos seus sentimentos. A consciência e a responsabilidade são características imprescindíveis numa vida ética.
Para o profissional da saúde a ética deve, além de propor e recomendar valores, moldar o caráter do profissional, de tal forma que o conduza a uma conduta profissional adequada. Assim sendo, o campo da ética, sendo constituído por valores e obrigações, formam o conteúdo dos comportamentos morais, ou seja, as virtudes, sendo realizadas pelo sujeito moral, principal ser da existência ética.

6 comentários:

  1. É verdade muitos profissionais da area da saude não estão passando o que lhe foi ensinado,estão interagindo se esquecendo dos principios éticos fundamentais da saude e com isso não está havendo a humanização dos profissionais com o cliente e com os proprios colegas de trabalho.Acredito que se cada um se concientizar da responsabilidade que é essencial para crescer a humanização começará a existir.
    ass:Paulinhah

    ResponderExcluir
  2. Como o proprio texto ja cita acima muitos profissionais não atuando da devida maneira que lhe foi ensinado,deixando muita das vezes a humanização de lado,se esquecendo dos principios eticos fundamentais.Mas acredito que cada um fazendo a sua parte a saudepode sim melhorar.
    ass:Paulinhah

    ResponderExcluir
  3. Nós profissionais da Saúde, temos uma grande responsabilidade ética e moral, para com todo aquele que necessitem de nossos préstimos, pois além de um atendimento humanitário a quem quer que precise, devemos ser capazes de ser profissionais e estar prontos a dar o carinho, amizade a todos aqueles que precisem de nosso apoio.

    ResponderExcluir
  4. Nós Profissionais da área de Saúde, temos o dever ético e moral, no atendimento não simplesmente a um paciente, mais a uma pessoa que como todas, deveriam ser tratadas como tal. o que vemos muitas vezes é o tratamento com descaso, ou seja pessoas sendo tratadas, muitas vezes como mais um (a) da fila, pessoas estas, que muitas vezes independentes da situação em que se encontram precisam de um atendimento mais humanitário.

    ResponderExcluir
  5. Sabemos que no meio profissional nos deparamos com as diferenças entre os profissionais da equipe de trabalho, seja ela na forma de pensar ou na forma de trabalhar. No entanto não podemos esquecer que estamos lindando com vidas e devemos estar sempre lembrados que a ética e a humanização devem estar acima de tudo.
    Os nossos pacientes têm que ser tratos com muito respeito e profissionalismo.

    ResponderExcluir
  6. Taynah Marques
    O nosso trabalho é um trabalho muito bonito, sério e principalmente humano. Trate-se de cuidar de vidas. Devemos sempre manter o respeito ao proximo independente de quem seja. É preciso amar o que se faz para se fazer bem.

    ResponderExcluir